quarta-feira, maio 13, 2009

Roteiro de um dia que se quis especial!

Olá a todos! No rescaldo do meu 34º aniversário partilho, com quem quiser ler, o meu dia! Uma dia muito bem passado, onde a chuva foi bem vinda, pelo bem que faz à Natureza! E a Natureza é muito importante para todos nós!

Comecei a sentir-me especial logo que bateu a meia noite! Não quis perder nem um minuto e aproveitei logo a partir desse momento!
Após uma noite bem dormida quiseram levantar-me à hora do costume, mas decidi folgar durante a manhã e só a partir das 8:30 é que atendi o 1º telefonema! Era a melhor amiga! Na verdade, uma das melhores amigas, porque são várias! Tive que dizer a duas das melhores amigas que sim, que o seu telefonema era o 1º do dia (mentirinha amorosa!).
Pequeno almoço inaugurado com o fruto preferido: cerejas! Uma fatia de pão, que eu própria fiz, leite e café para despertar!
Reguei as plantas, disse-lhes bom dia e logo elas deram-me parabéns!
Arranjei-me como eu sou: simples e bonita!!
Rumei ao primeiro destino do dia para receber uma deliciosa massagem, efectuada por um monge budista, através da vibração de taças tibetanas. Experiência indescritível! Foram duas horas, que não dei por passarem, a "viajar" por sensações magníficas de bem estar e "limpeza"!
Almoço com Mafarrica! Que deliciosa estava a rúcula naquela pizza de salmão fumado! O Joãozinho foi a nossa companhia masculina, que nos presenteou com os sorrisos de bebé de 3 meses!
Um pouco de trabalho durante a tarde. Afinal é também umas das vertentes boas da minha vida!
Um lanchinho agradável, à beira mar, com quem tenho partilhado o dia de trabalho.
E rumo ao lar-doce-lar: casa de papás! O jantar de família, onde predominou a alegria, o amor, os desejos e o menu escolhido por mim: sopa de legumes, polvo à lagareiro, cerejas (!) e bolo (caseiro) de maçã. Não faltou nem o brinde!

Ao longo do dia foram vários os telefonemas, todos recebidos de
CORAÇÃO ABERTO E
GIGANTE.
É QUE VOCÊS SÃO MUITOS E TODOS MARAVILHOSAMENTE BONS!

sexta-feira, maio 08, 2009

Homenagam a Vasco Granja


Vasco Granja faz parte das memórias infantis de nós, os que estamos a viver a década dos trinta. Não necessitamos da sua imagem para o reconhecer através da eloquência da sua voz e não nos admiraríamos com a apresentação de uma alternativa animação, realizada por alguém cujo nome a criança que já fomos teria dificuldade em reproduzir.

Faleceu no passado dia 4 de Maio